MANUTENÇÃO NA CORREIA DENTADA DO AUTOMÓVEL

28
dez

MANUTENÇÃO NA CORREIA DENTADA DO AUTOMÓVEL

MANUTENÇÃO NA CORREIA DENTADA DO AUTOMÓVEL

Qual é a função da correia dentada?

Correia dentada é uma peça que atua no motor do automóvel e é muito importante. A função da correia dentada é: Ela liga o virabrequim do motor ao seu eixo de comando, realizando assim a sincronização e permitindo que as válvulas de escape e admissão trabalhem corretamente, abrindo e fechando no momento exato.

Também atua realizando a sincronia entre o comando das válculas e o virabrequim. A correia dentada é feita de borracha, uma capa de proteção para seus dentes e cordoanéis de fibra de vidro.

A correia deve ser trocada quando?

Deve ser realizada uma checagem na correia dentada quando ela completar os 40.000 km. Após analisadas as condições, deve-se trocar imediatamente ou usá-la até os 50.000 km, quando deve ser trocada impreterivelmente. Caso não seja efetuada a troca, a eficácia da correia diminui muito, podendo arrebentar e causar várias avarias sérias no motor do carro.

Se a correia arrebentar, o que acontece?

O mínimo dano na correia dentada faz com que as valvulas se movimentem sem sincronia e empenem, ocasionando o travamento do motor. Geralmente o desgaste da correia não pode ser constatado pelo usuário. Quando se rompe, a sincronia de trabalho entre a correia e as válvulas é extremamente afetada, pois as válvulas se movem de maneira incorreta e os pistões continuam no seu movimento de sobe e desce também desordenado. Dessa falta de sincronia, a consequência pode ser gravíssima, ocorrendo a colisão entre as válvulas e pistões. Depois disso, as válvulas empenam e o cabeçote é danificado.

Com o rompimento da correia dentada com o motor em funcionamento, o automóvel pára no mesmo instante, como se o condutor tivesse desligado. Quando a correia se rompe, a alimentação e o escape do automóvel também páram e, quando o pistão subir, a válvula não realiza o movimento de volta na hora certa e suas hastes se empenam. Desse jeito, também pode acontecer danos nos pistões e outras peças do motor, causando enorme prejuízo financeiro.

Além da correia dentada é necessário trocar o seu esticador que é composto de um rolamento que pode apresentar folgas ou mesmo travar provocando o rompimento da correia. Muitos mecânicos trocam somente a correia deixando o esticador velho. Caso esse esticador apresente deformação ou folga pode danificar a correia nova diminuindo sua vida útil.

correia-dentada

Pelas explicações acima, vimos a importância de realizar a inspeção e a troca da correia dentada e de esticador após os 40.000 km e no máximo nos 50.000 km. A correira dentada é uma peça relativamente barata e sua manutenção preventiva evita que aconteçam danos no motor, que têm peças bem mais caras do que a correia dentada.